❤ Um Blog para quem curte a maternidade com afeto. ❤

terça-feira, 1 de abril de 2014

A danada da chupeta! Tem hospedagem garantida em sua casa, ou não passou nem na porta?


Não é que eu resolvi abordar um tema polêmico hoje? Chupeta!

Deixar a criança usar ou não deixar?

Faz bem ou faz mal?

Bem, esse foi meu dilema há muito tempo atrás... lá quando ela tinha uns 4 meses...

Resposta antecipada aos curiosos: ela passou a usar chupeta e usa até hoje! Pois é...

Eu paguei minha língua (mais uma vez, dentre tantas outras coisas na maternidade! rs!)

Eu lí um montão de livros na gravidez e TODOS recriminavam o uso da chupeta e das mamadeiras pelos bebês, ok?



Então, você que deu mamadeira pro seu filho e não deu chupeta, não venha me julgar... hahahahaha!!

Minha pequena nunca usou mamadeira e mamou no peito até os 2 anos (e uns quebrados... acho que até os 2 anos e 4 meses!) Passou do peito direto para os alimentos sólidos e papinhas de colher.

Quanto à temida chupeta, eu abominava, não queria dar de jeito nenhum, tanto que ela só passou a usá-la depois dos 4 meses. 

Liberei a chupeta porque ela tinha uma necessidade de sugar muito grande, que o peito só não dava conta. Ela descobriu os dedos e passou a chupar o dedão da mão! (Oh, God! A mãe aqui tomou aquele susto!)

Bom, no nosso caso, foi uma troca de dedo por chupeta! Rs!

Todo dia eu leio no face (a mesma postagem, só que vinda de pessoas diferentes. A maioria não-pais... rs) de que chupeta faz mal, e que entorta os dentes, e que deforma o céu da boca, lábios, coluna etc.

Bom, a pergunta que não quer calar: se é tão ruim assim porque pais e crianças amam a tal da maldita chupeta?

Reposta na ponta da língua: PAZ!

A criança gosta porque ela tem necessidade de sugar e a chupeta a acalma (bastante!). Os pais amam porque tranquilidade é tudo que podem desejar numa rotina já difícil que é ter uma criança pequena pra cuidar.

Bom, como eu estou dando o meu relato, vou defender meu ponto de vista (humildemente! rs!)

A chupeta é boa amiga! :D

Eu acho isso, a pediatra da minha filha acha, e Laura Gutman também acha! (Mais uma vez a Laura no pedaço! rsrs)

A SBP (Sociedade Brasileira de Pediatria) não acha, ok? Chupetas e mamadeiras são verdadeiras terroristas! Com muitas advertências a respeito.

Eu li vários livros, ouvi diversas opiniões e decidi que aqui usaríamos a chupeta sim!

Foi muito bom pra mim como mãe, que passei a ter comigo um bebê mais tranquilo.

O que a Laura Gutman fala no seu livro (A maternidade e o encontro com a própria sombra):

"Muitos pais alegam que os dentistas desaconselham firmemente o uso da chupeta, uma vez que ela seria a causa da deformação do palato. É possível que, em parte, seja real, mas é paradoxal que uma ferramenta tão poderosa como o sistema de sucção, fornecido pela natureza, possa nos prejudicar." 


Outra passagem do livro:

"Segundo a visão autoritária dos adultos, é possível suprimir a chupeta, assim como as fraldas, mas essa atitude não leva a criança a se livrar de sua necessidade de sugar, ainda não superada. Cada etapa é vivida plenamente e evolui para outros interesses. Caso contrário, as necessidades não satisfeitas se deslocam e depois ficamos sem compreender a que falhas estão relacionadas. Por exemplo, vícios como o de fumar, a compulsão por comer, a dedicação insana ao trabalho ou os ciúmes desmedidos em certas relações afetivas nas quais "sugamos", desesperadamente, à procura do prazer- sem, no entanto, conseguir encontrá-lo (...)"

Percebo que cada família possui uma realidade. Conheço pessoas que nunca deram chupeta aos filhos e se orgulham muito disso. Em outras famílias, um filho quis a chupeta enquanto o outro não, ficando no empate técnico (rs). E, na maioria esmagadora das famílias que eu conheço, existem os filhos que usaram chupeta por algum tempo.

O mundo não acabou, o dente não caiu e a coluna não entortou... (piadinha pra descontrair! :D)

Então, já deu para entender minha opinião, né?

Se existe a percepção de que a criança tem a necessidade de sugar, a chupeta é boa amiga e vai ser esquecida em algum momento, durante o crescimento e o amadurecimento da criança, sem neuras!

Não vou mentir que, após os dois anos, essa chupetagem começou a me incomodar um pouco, por eu achar que ela já poderia ter deixado este hábito, mas... a danada da chupeta ainda habita por aqui...

Com certeza, vai existir uma post muito alegre quando ela esquecer essa chupeta de lado. Aguardem e confiem!! :D

(Mama)




Um comentário:

Lany Rodrigues disse...

Eu só larguei chupeta com uns 5 anos (usava só pra dormir). Meu padrinho na época comprou uma boneca linda p mim e minhas primas, mas disse que só daria pra quem não usasse mais chupeta... eu não caí na chantagem! Só larguei quando eu decidi que não ia usar mais e joguei eu mesma pela janela incentivada por minha mãe (caiu em cima do telhado da garagem e eu, tadinha, ficava horas na janela, arrependida, olhando minha chupeta). Como foi eu mesma quem jogou, não teria porque ganhar outra.

Postar um comentário

Quero saber de você, diga!